Acidente de trânsito

[Pergunta] Se por acaso for envolvido em um acidente de trânsito, com que se deve tomar cuidado?

[Resposta]
Mesmo que for um acidente insignificante é necessário fazer o boletim de ocorrência na polícia. Se não fizer o boletim de ocorrência a polícia não faz o Certificado de Acidente de Trânsito que é necessário apresentar se posteriormente for fazer cobrança do seguro. Mesmo em caso de uma simples lesão, é melhor ir a um hospital para fazer o exame médico, por questão de segurança.

Tem o Balcão de informação de Acidente de trânsito, onde pode informar-se, porém basicamente o atendimento é em japonês.

[Pergunta] Fui vítima de um acidente de trânsito e estou internado. Quais são as indenizações que posso requerer?

[Resposta]
Os gastos serão pagos pelo seguro obrigatório de responsabilidade para indenização de prejuízo de veículo (jibaiseki hoken) e/ou o seguro facultativo(ni in hoken) do infrator. O seguro obrigatório só será aplicado em acidente que envolve pessoas feridas .  E, esse seguro tem limite no valor de cobertura (1milhão e 200 mil ienes) e se ultrapassar esse valor, o que sobrepassar será suprido pelo seguro facultativo. Quando não souber o infrator ou o infrator não estiver inscrito no seguro obrigatório (jibaiseki hoken) e não tiver a capacidade financeira para indenizar a vítima, é possível pedir ajuda ao SERVIÇO DE COMPENSAÇÃO DO GOVERNO e conseguir a compensação do mesmo nível de indenização do seguro obrigatório. Consulte o guichê de consultas sobre acidente de trânsito caso tenha dúvidas quanto a solicitação de indenização junto a companhia de seguro,etc., a regra é que o atendimento é somente em japonês assim que o melhor é estar acompanhado de um tradutor.

1.  Consulta sobre Acidente de Trânsito da Associação de Advogados (bengoshikai kotsu jikou soudan)
2. Centro de Consultas sobre Cobrança de Seguro do Automóvel (jidousha hoken seikyu soudan centa)
3. Centro de Despacho de Litígios de Acidente de Trânsito (koutsu jiko funsou shori Center)